quinta-feira, 13 de agosto de 2015

SECULT em Conceição da Barra - ES





No próximo sábado, dia 15 de agosto, a partir das 9h, acontece a Oficina de Capacitação para os Editais da Secult, no Auditório da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Dr. Mário Vello Silvares, na Sede do município de Conceição da Barra.

Pesquisadores, mestres da cultura popular, cantores, bailarinos, escritores, produtores e grupos populares podem participar da capacitação que será ministrada pelos técnicos da Secretaria de Estado da Cultura, com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.


quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Igreja em Conceição da Barra - ES


Igreja Nossa Senhora da Conceição


Em 11 de agosto de 1831, foi criada pelo regente do Brasil, Padre Diogo Feijó, a Paróquia Nossa Senhora da Conceição em Conceição da Barra - ES. Abaixo pintura de autor ainda desconhecido, retratando o centro da cidade, na época Vila de Nossa Senhora da Conceição da Barra do Rio Cricaré (São Mateus).

Créditos: Jonathan Nascimento


Formosa nos dias atuais



Virada Cultural Conceição da Barra - ES


Virada Cultural da Independência


Mapa do Município de Conceição da Barra - ES


quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Chalana do Cricaré

Chalana do Rio Cricaré

Conceição a Barra e região sentem muita a falta de seus passeios...



sábado, 25 de abril de 2015

Ticumbi é Folclore em Conceição da Barra - ES

Ticumbi é uma dança típica encontrada no Estado brasileiro do Espírito Santo.
O Ticumbi (chamado por estudiosos de outros Estados como, Baile de Congos) é encontrado em Conceição da Barra, cidade situada no extremo norte do Espírito Santo, na fronteira deste Estado com a Bahia, distante cerca de 300 quilômetros da capital, Vitória.
Os lugares onde o Ticumbi sobrevive fortemente como manifestação cultural típica, além de Conceição da Barra, sede do município do mesmo nome, são: povoação de Santana, pela zona chamada de “sapê”, localidades de Campinas e Barreiras, povoados situados às margens do rio Cricaré. Há também uma expansão do ritual na vila de Itaúnas, onde ocorre a famosa Festa de São Benedito e São Sebastião, em meados de janeiro.
Manifestação capixaba, étnica e ritualística, o Ticumbi mantém e reelabora elementos básicos da negritude, transmitindo valores capazes de atuar como expressões da cultura de um grupo. E, ao contrário do que julgam alguns, não é uma reprodução simbólica das guerras religiosas dos brancos. Não se trata de uma representação que põe um rei cristão contra um rei mouro ou pagão. Na verdade, é um modelo dramatizado das guerras étnicas tão freqüentes entre os povos da África. Nesse sentido, no Ticumbi é contada a história da contenda entre o rei de Congo e o rei de Bamba, seu tradicional inimigo.
A existência do Ticumbi se confirma desde os primórdios da instalação de escravos africanos na região de Conceição da Barra, fixados ali quer em trabalhos de fazendas e afazeres domésticos, quer em quilombos formados pela inacessibilidade e aspereza daquelas paragens.
O Ticumbi representa as lutas entre o rei do Congo, considerado um rei a serviço dos portugueses na África, e o Mani Bamba, senhor da província africana de Bamba. A origem banta do Ticumbi se evidencia, ainda, pela permanência de palavras e prefixos bantos, bem como de alusão a divindades supremas de Angola e do Congo, em seus “cantes” (cantos) e “embaixadas”.
Na verdade, o Ticumbi era considerado apenas uma parte específica da coreografia, que, depois, passou a designar todo o ritual, anteriormente denominado genericamente de “baile de congos” ou de “brincadeira de São Benedito.”.








Alardo é Folclore em Conceição da Barra - ES


Portal da Cultura Capixaba 


ESTAÇÃO CAPIXABA


Coletânea de estudos e registros do folclore capixaba: 

Banco de fotos do folclore capixaba 


ALARDO - Conceição da Barra-ES



Mouros e cristãos do Alardo em formação junto à igreja de Conceição da Barra -ES, Ano de 1949.


Exibição do Alardo no desfile de grupos folclóricos, Vitória, 1958


Arraial dos mouros do Alardo. Foto tirada da torre da igreja de Conceição da Barra, 1949-50.



Combate entre os mouros e cristãos do Alardo. Conceição da Barra - ES, cerca 1949-50.


Exibição do Alardo no desfile de grupos folclóricos, Vitória, 1958


Embaixador de mouros do Alardo. Conceição da Barra, cerca de 1949-50.


Embaixada moura. Alardo de Conceição da Barra, 1949-50.


Mouros do Alardo em formação. Conceição da Barra, 1949-50.


Artilheiro do Alardo de Conceição da Barra, 1949-50.


Os cristãos do Alardo. Conceição da Barra, 1949-50.


Participantes do Alardo de Conceição da Barra em visita ao Convento da Penha, 1958


Mouros do Alardo em Conceição da Barra - ES ano 1950.


Exibição do Alardo em Vitória, setembro de 1958. Fotógrafo não identificado.



sexta-feira, 24 de abril de 2015

Erosão Marinha em Conceição da Barra - ES

Erosão Marinha

O centro da cidade protegido, quem sofre agora são os proprietários de casas e pousadas, compreendendo a área que vai do Bar Kaique até a Guaxindiba.  

Aqui a Pousada Mirante com grande faixa de terra e vegetação de restinga, a mais de 50 metros da praia.


Atualmente, situação extremamente preocupante, com contenção provisória para vencer a resistência do mar.


Mesma situação passa a Pousada Solar das Flores


Situação atual...



quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Chalana Zimonino em Conceição da Barra - ES

Chalana do Cricaré

Mais conhecida como Chalana do Cricaré, a Chalana Zimonino era opção de um belo passeio ecológico em Conceição da Barra. De propriedade do sr. Oraldo Lyrio, tinha no Sítio Bar Ilha do Kanguá o seu porto principal. 


Aqui aguardando vistoria de liberação para navegação. 


No Rio Cricaré com turistas...

Após venda, a chalana foi vista pelo Rio Barra Nova.


Aqui, ainda no Sítio Bar Ilha do Kanguá.


Aqui inutilizada, ancorada em Barra Nova.


A presença de corrosão não esconde o aspecto de abandono.








terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Conceição da Barra e o Ticumbi

Ticumbi de Conceição da Barra mantém três séculos de tradição
Num ato que une religiosidade e cultura, os devotos de São Benedito fazem a apresentação de Ticumbi no primeiro dia do ano
Magalli Lima
28/12/2014 08:36 - Atualizado em 05/01/2015 15:44

 
É nas águas do rio Cricaré, região norte do Espírito Santo, que uma das tradições centenárias do município de Conceição da Barra acontece anualmente: a apresentação de Ticumbi dos negros devotos a São Benedito, santo padroeiros dos negros e pobres. A procissão ritualística leva o São Benedito do Córrego das Piabas, do distrito de Meleiras até a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, no centro da cidade, para que os 17 membros do Ticumbi se apresentem e iniciem o primeiro mês do ano – que ainda será composto pelo Baile de São Benedito e São Sebastião na segunda semana de janeiro. 
 
Em um festejo de devoção e alegria, a apresentação no dia primeiro de janeiro é realizada com seis pandeiristas, dois reis (Rei Congo e Rei Bamba) dois secretários de reis e um estandarte. Os 17 integrantes encenam uma disputa entre os dois reis que, segundo conta a tradição do povoado, cada um quer realizar a festa de São Benedito de sua forma. Sendo assim, de frente para a Igreja Matriz, o auto inicia-se com a primeira guerra do Rei Congo, uma guerra sem travar, seguida da guerra travada com o Rei Bamba. Em meio às batidas de espada, a roda prossegue em animação até que o Rei Congo vença a batalha.
 
A apresentação dura cerca de duas horas e os integrantes finalizam o auto com a celebração ao Rei Congo, ao som do Ticumbi, a dança que dá nome à representação e é uma manifestação cultural folclórica de origem africana.  Composto por negros oriundos de famílias quilombolas, a dança é uma das expressões culturais mais antigas do local e que revelam a luta e orgulho negro, por isso mesmo a manifestação é tão exclusiva para seu povoado, pois faz uma verdadeira ponte cultural entre o passado e o presente exclusivo dos negros de Conceição da Barra.  
 
Com pandeiros, viola e batas brancas, os integrantes do Ticumbi exibem-se como uma elite negra que tem nas mãos uma tradição a prezar. Por isso mesmo, o Ticumbi é passado de geração para geração, com a finalidade de a tradição nunca ser perdida. Quem participa há anos da dança é visto como figura caricata do Ticumbi, inclusive conhecido pelo Brasil a fora – como é o caso de Tertolino Balbino, também chamado carinhosamente de Terto, mestre da dança e guardião da tradição que rege o ticumbi desde 1950. 
 
São Benedito do Córrego das Piabas – O milagreiro
 
São Benedito, o santo negro, possui diversas vertentes com histórias e contos únicos que o representa. Especificamente no dia de primeiro de janeiro, o São Benedito que os negros do Ticumbi levam consigo pelas águas do rio Cricaré é o São Benedito do Córrego das piabas. Seu nome carrega uma história bem conhecida por seus devotos: o santo, esculpido em madeira, pertencia a Benedito Meia Légua, negro quilombola conhecido por lutar pela região do Sapê do Norte contra a Coroa Portuguesa. Certa vez, Benedito foi traído e recebeu punição dos portugueses, sendo queimado dentro de um tronco de árvore.
 
O que restou de Benedito Meia Légua, em meio às cinzas, foi a imagem de São Benedito que, às pressas, foi jogada no Córrego das Piabas por medo de maldição. Logo, o povo devoto ao santo recuperou a imagem e, desde então, ao passar de cerca de 300 anos, este São Benedito de madeira é chamado de São Benedito do Córrego das Piabas, o São Bino mais milagreiro da região.
 
Serviço
 
A apresentação de Ticumbi em Conceição da Barra será realizada no dia 1° de janeiro de 2015, a partir das 9h30 em frente à Igreja de Nossa Senhora da Conceição, no centro da cidade. 

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Conceição da Barra Caranaval 2015


O melhor Carnaval do Estado começa nesta sexta-feira, dia 13 de fevereiro, oferecendo opções diferenciadas para os foliões que escolherem Conceição da Barra como destino festivo. Já no final de tarde, a partir das 18 horas, as aulas de Zumba e Lambaeróbica movimentam a Arena da Folia, na Sede. Às 20 horas, a Bandinha da Barra volta ao Circuito Cultural para animar o público que prefere se divertir ao som das marchinhas que ecoam pelas ruas do Centro Histórico.

Na Arena da Folia, a partir das 22 horas, os artistas locais e regionais se revezam entre o palco e o Trio Elétrico que promete sacudir o Circuito da Folia até a madrugada. No sábado, a atração nacional Kiaudácia também marca presença no Barra + Carnaval 2015, trazendo os grandes sucessos da atualidade. Bandas locais e regionais completam a programação do segundo dia de folia em Conceição da Barra.

No domingo, a folia começa mais cedo, com a Matinê Carnavalesca animando a criançada na Praça da Matriz, às 17 horas. Além de músicas especialmente escolhidas para o público mirim, a Prefeitura, em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas e o conselho Municipal de Turismo, realiza o primeiro Concurso de Fantasia Infantil. Crianças de 02 a 12 anos podem se inscrever para concorrer aos prêmios cedidos pelo comércio local. Em Itaúnas, também às 17 horas, quem comanda a festa da criançada é a Bandinha da Barra.

A noite de domingo começa animada no Circuito da Folia, com o desfile do Bloco Pára Rai, puxado pela Banda Prakatum, que se apresenta no trio elétrico. Em seguida, mais três atrações voltam a fazer o espetáculo na Arena da Folia, revezando entre o palco e o trio.

Desta sexta-feira até a terça de Carnaval, a novidade que promete agradar aos foliões do circuito alternativo é a destinação da Arena do Farol para a prática do som automotivo. Neste espaço especialmente planejado para shows, os simpatizantes e praticantes do som automotivo terão o espaço reservado para os veículos previamente cadastrados no Portal da Sede. A prática será autorizada apenas na área delimitada na Arena do Farol, das 08 às 22 horas. O Decreto Municipal que regulamenta as permissões relativas ao som automotivo prevê o recolhimento dos carros de som ligados fora da área estabelecida.

Veja os horários das atividades organizadas pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e programe-se!

SEXTA-FEIRA
18:00 hs – Zumba e Lambaeróbica – Palco (Arena da Folia)
20:00 hs – Bandinha da Barra – Circuito Cultural (Centro Histórico)
22:00 hs – Cerradus – Trio Elétrico (Circuito da Folia)
23:30 hs – Pizada Louka – Palco (Arena da Folia)
1:30 hs – Chic Bahia – Trio Elétrico (Circuito da Folia)


SÁBADO
18:00 hs – Zumba e Lambaeróbica – Palco (Arena da Folia)
20:00 hs – Bandinha da Barra – Circuito Cultural (Centro Histórico)
22:00 hs – Agitus – Trio Elétrico (Circuito da Folia)
23:30 hs – Kiaudácia – Palco (Arena da Folia)
1:30 hs – Banda Auê – Trio Elétrico (Circuito da Folia)


DOMINGO
17:00 hs – Matinê Carnavalesca – Circuito Cultural (Praça da Matriz)
17:00 hs – Bandinha da Barra - Itaúnas
18:00 hs – Zumba e Lambaeróbica – Palco (Arena da Folia)
20:00 hs – Bloco Pára Rai – Trio Elétrico (Circuito da Folia)
20:00 hs – Bandinha da Barra – Circuito Cultural (Centro Histórico)
22:00 hs – Kelly Muniz – Palco (Arena da Folia)
23:30 hs – Boy Borges – Trio Elétrico (Circuito da Folia)
1:30 hs – Planeta Banana – Palco (Arena da Folia)

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Conceição da Barra - ES

Conceição da Barra - ES

Passando pela Rodovia BR-101, sentido norte ou sul, dê uma esticadinha até Conceição da Barra...
Do trevo até a cidade são 18 km. 
Venha conhecer e se encantar.